OPERA

Criado em Julho de 2016, o OPERA consiste no núcleo de jovens da ACIBA, que tem por objetivo disseminar o empreendedorismo entre os jovens de Bagé e região.

Filiado a FAJERS e ao CONAJE, movimentos estaduais e nacionais, fator diferencial que nos traz muita força e conhecimento para atuar localmente.

Conheça mais detalhes logo abaixo:


Ships From: Brazil

Vendido por: ACIBA - Associação Comercial e Industrial de Bagé
Category:

Descrição

PRINCÍPIOS

– Aproximar os empresários das Instituições de Ensino;
– Foco em projetos e ações inovadoras;
-Tirar projetos do papel, sejam eles da iniciativa privada ou ligados ao poder público;
– Inserir os jovens no ambiente empreendedor.

PROJETOS E AÇÕES

TUNNEL LAB

Projeto inovador trazido do RJ, idealizado pela Empreendedora Social Julia Filippo, no qual realizamos treinamentos com jovens de baixa renda, na sede da IFSul, trazendo conhecimentos de tecnologia, negócios e inovação, capacitando-os para uma nova visão para suas vidas;

PROJETO ARROIO BAGÉ

Criamos um documento com todas as ações que precisam ser tomadas pelo setor público para que o arroio possa ser revitalizado, e estamos procurando parcerias privadas para criar campanhas e acompanhar as ações;

PALESTRA 1º EMPREGO

Palestra nos colégios sobre como se portar em uma entrevista e como montar um currículo;
Congresso de Jovens Lideranças- Participamos em porto alegre do congresso de jovens lideranças com diversas palestras de renome,
participação de autoridades e troca de experiências com empresários de todo país.

JR ACHIEVEMENT

Considerado uma das maiores organizações sociais incentivadoras de jovens do mundo, que os estimula e desenvolve para o mercado de trabalho. Através do método "Aprende fazendo", pioneirismo em educação financeira, preparação para o mercado de trabalho e  empreendedorismo, é possível gerar caminhos para empregabilidade e criação de empregos. Desenvolvemos essa proposta na Escola Estadual Carlos Kluwe, com um grupo de 16 alunos, que construíram uma microempresa de fabricação de produtos artesanais e passaram por diferentes processos, desde a criação de marca, desenvolvimento de produtos, comercialização e divulgação, enfrentando dificuldades e vivenciando a realidade de uma empresa real. O resultado foi a criação de nichos feitos com palitos de picolés que podem ser encontrados no Facebook Decorarte. A atividade é extraclasse e acontece nas quintas-feiras à noite.

PALESTRAS

Realizamos pequenas palestras pelas escolas e universidades;

OBSERVATÓRIO SOCIAL

Estamos estudando a viabilidade de trazer este projeto que visa através de metodologias específicas, fiscalizar as ações do setor público e ajudar no combater a corrupção e redução de desperdício do dinheiro público.

Interessados em participar, não é ser necessário ser empresário, basta apenas vontade de fazer a diferença!

Entrar em contato com a Aciba para se informar em como participar das reuniões quinzenais, que acontecem as terça feiras, às 19hs, no auditório da Associação.

Avaliações

Ainda não possui nenhuma análise.

Somente usuários cadastrados que já compraram este produto podem deixar análises.

Visão

Manter-se como um agente decisivo na comunidade e, até 2021, ser referência na busca por soluções de problemas da classe empresarial.

Princípios e Valores

  • Ser a Casa do Empresário
    – Incentivar o associado a buscar sua representatividade, defendendo e oferecendo soluções, unindo forças para ser referência na comunidade.
  • Ser fonte de informações
    – Qualificar e assessorar o empreendedor em suas demandas.
  • Ser ética
    – Ser integro, honesto e transparente.
  • Estimular o Empreendedorismo
    – Inspirar e ajudar pessoas e empresas a realizar.
  • Ser uma entidade apartidária
    – Decidir e agir SEMPRE de forma independente.

Missão

Defender os interesses da classe empresarial através de ações que promovam o desenvolvimento integrado e sustentável da sociedade de Bagé e região.

A história do Comércio em Bagé

O comércio em Bagé teve início, segundo o historiador Tarcísio Taborda, com a fixação das forças militares comandadas por Dom Diogo de Souza, que acamparam as margens do Arroio Bagé, no lugar denominado Passo do Príncipe.

Em 1827, por ocasião da invasão das forças castelhanas, comandadas por Alvear, existiam algumas casas de comércio da iniciada vila, entre elas um armazém muito sortido, que foi saqueado e depredado pelas forças invasoras. Mas a vila crescia a olhos vistos e, na Epopéia Farroupilha, já existia um comércio, tanto que, em 1834, o governo confiou a primeira agência postal ao negociante João Antônio Rosado, o qual, por espírito de colaboração, não cobrou os salários a que fazia jus. Veio depois a estrada de ferro e, com ela, o progresso.

A figura de Emílio Guilayn

Figura marcante na comunidade bageense, tendo contribuído para o desenvolvimento econômico do município, Emílio Guilayn atuou no comércio, na indústria, na pecuária e na política, onde foi eleito deputado estadual. Fundou a primeira casa bancária de Bagé, instalou a energia elétrica na cidade, adquiriu e modernizou o Moinho Bageense, organizou a Charqueada Santo Antônio e foi o primeiro presidente da Associação e Sindicato Rural de Bagé. Trouxe o primeiro automóvel que circulou na cidade, presidiu a Sociedade Espanhola, fez parte da direção da Santa Casa, da Loja Maçônica Amizade e do Guarani Futebol Clube. Teve ainda destacada atuação nos meios empresariais de Buenos Aires, na Argentina, onde fundou a organização Buxton Guilayn e Cia. Em Pelotas, instalou a usina elétrica, a rede de bondes elétricos e uma filial de sua empresa Argentina, que também teve sede em Bagé.