Criado em Julho de 2016, o OPERA consiste no núcleo de jovens da ACIBA, que tem por objetivo disseminar o empreendedorismo entre os jovens de Bagé e região.

Filiado a FAJERS e ao CONAJE, movimentos estaduais e nacionais, fator diferencial que nos traz muita força e conhecimento para atuar localmente.

Conheça mais detalhes logo abaixo:

Vendido por ACIBA Prestar Queixa

Detalhes da contOPERA

Categoria:

Descrição

PRINCÍPIOS

– Aproximar os empresários das Instituições de Ensino;
– Foco em projetos e ações inovadoras;
-Tirar projetos do papel, sejam eles da iniciativa privada ou ligados ao poder público;
– Inserir os jovens no ambiente empreendedor.

PROJETOS E AÇÕES

TUNNEL LAB

Projeto inovador trazido do RJ, idealizado pela Empreendedora Social Julia Filippo, no qual realizamos treinamentos com jovens de baixa renda, na sede da IFSul, trazendo conhecimentos de tecnologia, negócios e inovação, capacitando-os para uma nova visão para suas vidas;

PROJETO ARROIO BAGÉ

Criamos um documento com todas as ações que precisam ser tomadas pelo setor público para que o arroio possa ser revitalizado, e estamos procurando parcerias privadas para criar campanhas e acompanhar as ações;

PALESTRA 1º EMPREGO

Palestra nos colégios sobre como se portar em uma entrevista e como montar um currículo;
Congresso de Jovens Lideranças- Participamos em porto alegre do congresso de jovens lideranças com diversas palestras de renome,
participação de autoridades e troca de experiências com empresários de todo país.

JR ACHIEVEMENT

Considerado uma das maiores organizações sociais incentivadoras de jovens do mundo, que os estimula e desenvolve para o mercado de trabalho. Através do método "Aprende fazendo", pioneirismo em educação financeira, preparação para o mercado de trabalho e  empreendedorismo, é possível gerar caminhos para empregabilidade e criação de empregos. Desenvolvemos essa proposta na Escola Estadual Carlos Kluwe, com um grupo de 16 alunos, que construíram uma microempresa de fabricação de produtos artesanais e passaram por diferentes processos, desde a criação de marca, desenvolvimento de produtos, comercialização e divulgação, enfrentando dificuldades e vivenciando a realidade de uma empresa real. O resultado foi a criação de nichos feitos com palitos de picolés que podem ser encontrados no Facebook Decorarte. A atividade é extraclasse e acontece nas quintas-feiras à noite.

PALESTRAS

Realizamos pequenas palestras pelas escolas e universidades;

OBSERVATÓRIO SOCIAL

Estamos estudando a viabilidade de trazer este projeto que visa através de metodologias específicas, fiscalizar as ações do setor público e ajudar no combater a corrupção e redução de desperdício do dinheiro público.

Interessados em participar, não é ser necessário ser empresário, basta apenas vontade de fazer a diferença!

Entrar em contato com a Aciba para se informar em como participar das reuniões quinzenais, que acontecem as terça feiras, às 19hs, no auditório da Associação.

ACIBA

Defendemos os anseios da Classe Empresarial em favor do desenvolvimento da região

Em 1898, Bagé já contava com um comércio desenvolvido e progressista, em especial, porque a indústria saladerial se havia formado no município, dando trabalho a milhares de pessoas. Foi nesta época, com o comércio em pleno desenvolvimento, que surgiu a idéia da criação de uma associação para congregar os empresários da cidade para que, em conjunto, lutassem pelos seus interesses. E, assim, graças à iniciativa de poucos, mais de meia centena de comerciantes, surgiu a hoje prestigiosa e acatada centenária Associação Comercial e Industrial de Bagé, fundada em 13 de novembro de 1898 pelo empresário Emílio Guilayn, juntamente com um grupo de empresários.

 

Dentre as primeiras reivindicações feitas pela entidade, estava a que visava pelos interesses da pecuária. Guilayn encaminhou, em 24 de novembro de 1898, um ofício ao inspetor da Delegacia Fiscal nos seguintes termos: “O comércio local afetado em seus interesses, devido ao imposto cobrado de dez mil réis por cabeça de gado importado do Uruguai, solicita vossos bons ofícios, junto ao Ministério da Fazenda, para revogar dito imposto”.

 

De acordo com os primeiros estatutos da Aciba, podiam se associar todos os comerciantes, banqueiros e industriais que exerciam ou tinham exercido essas profissões, proprietários, capitalistas, agricultores, diretores e gerentes de casas comerciais, corretores, agentes de negócios, leiloeiros, empregados de primeira categoria de bancos, companhias e casas comerciais. A jóia era de 20 mil réis e a mensalidade de três mil réis, prometendo a diretoria, logo que tivesse os recursos necessários, criar uma escola de comércio. Guilayn, espanhol radicado em Bagé, fundou a entidade na época em que a Metade Sul do Rio Grande produzia, nos bons tempos do final do século XIX, a maior parte da riqueza do Estado, tendo a vocação voltada para a pecuária e grandes latifúndios.

 

Fato marcante e de prestígio para a entidade foi à fundação da Federação das Associações Comerciais do Rio Grande do Sul (Federasul), em 28 de outubro de 1927, cuja primeira diretoria foi constituída exclusivamente por empresários bageenses, tendo como presidente o empresário José Gomes Filho.

 

A entidade possui, permanentemente, representações junto a Federasul. São diretores escolhidos e aprovados pela diretoria para representarem a comunidade empresarial em diversos assuntos de interesse do município e da região.

 

Ao longo desses anos, a Aciba sempre contou com o trabalho, a experiência e a dedicação das mais importantes lideranças locais e buscou, incansavelmente, defender os anseios da classe empresarial em favor do desenvolvimento da região.

Mais Produtos de ACIBA

Perguntas e Respostas

You are not logged in

Lamento, não há ofertas disponíveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *